Home

Comer é uma das melhores coisas da vida. Quem nunca teve vontade de comer o sabonete durante o banho? Ou devorar estampas? E digo mais, atire a primeira pedra aquele que jamais desejou provar o gosto das cores. Que gosto tem o rosa, o azul, verde, preto, vermelho ou branco? Imagino sobre cada uma. Sei que branco tem gosto de nada e o rosa é adocicado. O azul é mais insosso e o verde adstringente e ácido. Mas claro, depende do tom. Quanto mais fluorescente o verde, maior a acidez. Minha maior cobiça depois do rosa são as cores flúor, devem ter um sabor exótico-cítrico. Do preto é que não faço idéia. A gente consegue imaginar porque sempre associamos visualmente às comidas, e não recordo de comidas pretas. Preto talvez tenha gosto de vácuo. Mas que gosto tem o vácuo? De nada? Mas o branco tem gosto de nada. E preto e branco são opostos. E é por isso que os opostos se atraem? Porque no fundo são iguais? Hm…complexo. Só sei que infinitos sabores podem derivar da junção dos tons.

Cores. Quero comê-las. Desejo provar esmaltes e Pantones. As camadas do pôr-do-sol e tubinhos de tinta acrílica. E o paraíso das caixas de lápis de cor? Já comi pontinhas deles, mas tinham gosto de cera. Ainda assim os desejo. Assim é com os sabonetes, que toda criança já comeu mas nunca traumatizou. O desejo de dar aquela mordidinha nos perfumados perdura a vida inteira. É a famosa “tentação da dentada no sabonete”, uma espécie de hipnose do aroma colorido. Entrar naquelas lojas especializadas então é o Oásis. Vontade de sair devorando cada pedacinho de sabonetes nas prateleiras.

E o que dizer das estampas? São tantas. Confesso que as que mais me apetecem são as florais. Embora todas outras aparentem ser gostosas. As listradas por exemplo tem sabor mais sofisticado. Seriam representantes da alta gastronomia. O poá seria mais comida de vó. Talvez gosto de broa com chá de erva cidreira perfumando a casa. Xadrez é comida de jovem, sabor de fast food, sanduíche gordo. Mas tem outra vertente de xadrezes que tem sabor de tradição e PF de cidade interior. E os florais, me encantam porque são doces. Amo doce! Floral marrom e azul, e floral marrom e rosa são os mais chocolates. A primeira dupla, amargo, e a segunda ao leite. Leite…me fez pensar que talvez o branco não tenha o gosto do “nada”, mas de leite. Indo um pouco além, de manjar! Manjar dos deuses, essa expressão talvez defina o branco, e talvez por isso ele esteja tão ligado à superioridade divina, à pureza. Branco assim sendo é a supremacia do sabor, quem sabe contenha todos os outros sabores? Ou seria o preto que contém toda imaginação das papilas gustativas? Não é o preto que contém tudo? Quem sabe…cada um sabe de si.

8 thoughts on “Te devoro / Estampas, cores e sabonete

  1. A D O R E I… esse texto faz a nossa imaginacao viajar. Indo do buraco negro (que pra mim tem sabor de sabor de cocada preta) ao mais sublime manjar de coco (Branco leitoso). Compartilho tambem um desejo secreto por comer gloss e batons cheirosos. Tenho vontade de apertar o tubinho inteiro de uma so vez e comer aquele cheiro delicioso : ) Acho que vem da infancia onde eu tinha aquele com forma de morango, nao sei se voce se lembra? Aquele do mercado central. Beijos e fico ansiosamente aguardando o texto das maos massageantes : )

    • Fê! Nossa, aquele batom de morango era o mais top de todos! haha Vontade super de comer. AMAVA! Bom que gostou do texto😉 To pensando a imagem pra postar junto com o texto das mãos, rs. Beijos

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s