Home

20111017-133210.jpg

Amo a palavra “aspecto”! Tanto pela sonoridade quanto sentido: ponto de vista, aparência. Amo porque a combinação das sílabas consegue resultar em um aspecto áspero e simultaneamente escorregadio. Consigo sentir sua textura ao atravessar e soar pela língua e céu da boca. Textura rica pela soma de sílabas de semióticas antagônicas e de personalidades muito específicas (hum…também me derreto com “específico”).

Quer sentir? Feche os olhos, soletre e mentalize: AS-PEC-TO. Mas concentre-se em cada pedacinho da palavra. Não apenas fale, sinta. O “A” sai da garganta aberto e se tranforma em um suave “S” escorrendo e escapando em ar pelos dentes frontais. Em seguida o “PE” une os lábios e sai num estralo até encontrar a quebra da palavra no “C” contido no centro da boca, craquelado como cacto arranhando e travando o som. Até terminar em um “TO” aparentemente sem muita expressão mas de extrema importância à finalização equilibrada da palavra, longe dos espinhos rugosos da sílaba do meio. “TO”, o movimento descendente da ponta da língua lá na frente. A palavra termina limpa e completa em si, como círculo que parte e retorna ao mesmo ponto eternamente. Digo que é uma palavra completa porque possui delicadeza, obstáculo e termina neutra. Como em roteiros de filme em que a trama começa bem até culminar no ponto de tensão e conflito, terminando no inicialmente bem. Assim é “aspecto”. Contém um roteiro em si. Completo também porque percorre garganta, dentes, lábios, palato e língua.

Viagem? Pode ser. Mas prefiro viajar nas palavras e nas coisas da vida e absorver ao máximo delas do que deixá-las simplesmente passar. Adoro analisar e observar as sensações que elas me trazem. Surgem muitas idéias assim. Em entrelinhas de leitura do mundo. É um exercício contra a banalização de tudo sabia?! A cada dia que passa, as pequenas coisas passam sem ser vistas, nada mais satisfaz o ser humano. E essa tem sido minha busca em saciar-me com tudo o que eu tiver, seja ele o ar que eu respiro, as pessoas em minha vida, as coisas que como, os sons que vejo e as aparências que ouço, e até mesmo as palavras que falo. Aspecto. Pense nisso.

2 thoughts on “Aspecto

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s