Home

20120120-011352.jpg

Tuas mãos em mim, eu em teus pés. Nós depois de um banho, na cama, na noite. Subo em tuas pernas, lambo teu dorso e beijo teus seios. Passeio envolta de teu umbigo, punhos e tornozelos. Me enlaço em teu braço, tuas coxas e te beijo o rosto. Eu frio e tua pele quente. Eu úmido e tua pele seca. Te refresco e amacio. Te envolvo. Delineio cada pedaço seu. Carne e curvas. Pele e pêssego. Somos desejo, amantes, contraste, somos um. Ah corpo meu!

Para você, minha morena mel, até que a morte nos separe. De seu eterno “seu”.

Ass.: Seu hidratante.

8 thoughts on “Carta

  1. hahahaha… muito bom! E olha que na primeira frase (“Tuas mãos em mim, eu em teus pés”) achei que estivesse falando de um animal de estimação.

    Não sei se é correto fazer comparações, mas me lembrou muito “o meu amor” de Chico Buarque.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s