Home

20120209-000746.jpg

Fígado e jiló: a combinação das duas coisas mais horrendas “culináricas” da face. Face da Terra. Mas hoje, ah, hoje o jiló estava bom! Mas também, à milanesa, tudo que tem gordura é bom (exceto picanha, odeio aquela gordura asqueirosa da picanha! Prefiro filé. Sei que essa revelação me custará revolta de muitos. O mundo ama picanha! Mas eu, eu só gosto do gosto da gordura não aparente. Aquela gordura pura que deixa sua textura mole-chicletes na boca não me pertence. E aquela gordura de feijoada com gosto de ranço também me mata! Assim você me mata. Que parêntesis grande, vou fechá-lo). Voltando, o jiló estava bom. Com cebolas na chapa então! Hum! E o fígado? Intragável! In-tra-gá-vel! Minha mãe (e aposto, 90% das mães do mundo o faziam) me obrigava a comê-lo quando criança. Como eu sofria! Só Cristo sabe. Cristo e minha poodle, que comia escondido os pedaços nojentos de fígado que eu jogava sorrateiramente pra ela. Um dia minha mãe pegou meu ato falho e acabou comigo no castigo. E ainda ganhei torrão do meu irmão mais velho “Também Carolina! Dando a comida pra cachorra no garfo! Sabe nem errar certo!”. Depois desse dia odiei ainda mais essa carne de gosto forte e esgoto. Gosto de “Tem que comer pra ficar forte”.

Gosto mesmo é de batatas. Fritas! Lá, a minha querida gordura não aparente. E quiseram pedir língua. Nojo! Imaginar uma língua áspera morta esfregando na minha. Que cadáver. Não como. Por falar em língua, a mesa de bar discute agora nesse momento sobre ela. Mas a língua como linguagem. A questão de ser ou não ser bom o crescimento exacerbado da quantidade de palavras no dicionário. Simplicidade versus excessos desnecessários ou enriquecimento versus vazio de nomes para se expressar. Pessoas dizendo um nada em dez palavras elegantes e formais ou, dizeres nascidos da necessidade de nomear algo ainda sem título. Bar…bar e suas discussões alcoólicas. Eu já comecei o texto falando “culináricas” sem saber se existe no dicionário ou não. Mas é a palavra única para me expressar no momento. Bom ou ruim? Estou complicando ou estou simplificando minha linguagem antes difícil de ser dita por não haver essa palavra? Ah bar! Prefiro discutir a língua do boi. Do gosto. Do gostar ou não e ponto! Essa outra discussão de línguas e opiniões coléricas de álcool me fazem vir aqui escrever este texto. Enquanto discutem eu escrevo, com o gosto das batatas ainda na boca. E com o copo a copo de cevada na garganta tentando me abster desses tons de vozes altos e cruzados em minha frente.

Vozes altas. Línguas frenéticas. Um blá blá blá de discussões infindáveis e em rodelas como cebolas: circulares e com gosto de mau hálito. O gosto das batatas se foi. Nem esse prazer tenho mais. Língua? Língua também me mata. Calem-se todas essas e me deixem beber em paz. Beber demais faz mal pro fígado? Problemas! Nem gosto dele mesmo…quer falar de excessos? Excesso é essa discussão toda de bar tão fígado!

6 thoughts on “No bar

  1. Bravissimo, carina! Senti gosto a gosto, tutto. O gosto de todo o sangue pisado e reciclado do fígado, o amarelo amargo da cevada, o verde amargo do jiló e o mais amargo jiló ainda do tom das discussões, a maciez e cumplicidade da batatinha frita, a crocância barata da cebola e a cadavérica textura da língua. Bravissimo. Texto visceral e intenso!

    • Se eu pudesse, nadaria em chocolate🙂 Não vivo sem! Me alegra o humor e alma. Só me entristece os culotes haha

      Pode usar a expressão que quiser🙂
      Seu blog é tão lindo! Bjs

  2. O caso é que eu não bebo pq gosto do meu fígado e por muitos outros motivos que nem eu sei. E eu ADORO fígado e língua de boi! Eu gosto mesmo é de comer. =)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s