Home

20120316-145207.jpg

Ela só queria ser um gato. Dormindo pelos cantos, ganhando carinho e sendo o bicho mais lindo do universo. Na medida exata da independência carente. O estado em que se faz o que se quer sem que haja consequências. Os gatos são eternos espíritos adolescentes com ar de chiques adultos.

Mas não. Em vez de quatro ela andava sobre duas patas. E tinha que carregar todo peso do seu corpo sozinha. Todos quilos de seus pensamentos, tomando cuidado pra cabeça não tombar pra trás. Andava e ronronava pelos cantos. Numa manha diária de “quero ser bicho”. Num olhar felino doce e selvagem. Brincava de lamber e morder a vida como se a vida fosse um cordão balançando inocente. Mas ainda assim, sua cabeça a lembrava que de gata ela só tinha as garras. Garras que fizeram ela chegar ali, tão longe. Arranhando a frente e abrindo espaço pra passar.

E seguia pensando “Acho que se fosse pra escolher, todos seriam gatos”.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s