Home

Eu não sou mesmo humana, não. Ou vai ver, eu perfeitamente sou. Esse padrão do “O que é ser”, afronta absurdamente o que é a realidade dessa natureza.

Negação! Como se pudessem arrancar os olhos sem sangrar. Não! Não podem! Somos de sangue e sangramos. Somos de alma e andamos loucos.

Eu perfeitamente sou, humana. Humana demais. Estapeio o estômago desses que se negam a sangrar. Dói menos essa “verdade” de água nas veias? Dói menos essa pseudo cara engomada? Sim, dói menos… Mas a minha cara é amassada e sofre.

Eu sou mesmo um perfeito exemplar dessa humanidade imperfeita.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s