Home

“Oi (tentaeum, oitentaedois…),

Querido vizinho da sala ao lado, você vem sempre por aqui? (Mentira, nem era isso que ia falar). Bom, tu não me conhece (apesar de pegarmos o mesmo elevador todos os dias), mas estou tomando a liberdade de te escrever. Não sou de rodeios nem essas delicadezas forçadas. Vim mesmo te pedir um favor. Só um favorzinho de nada. Desliga essa p* (piiiii) dessa britadeira (leia-se: máquina que faz barulho, seja lá de qual “espécie” ela for, que eu sou mulher e não sou eu que vou saber dessas coisas!) e me deixe comemorar meu magnífico e esplêndido dia do trabalho, alegre, contente e saltitante (¬¬) no meu lindo computador diário adornado por “A Maçã” (tannnn: barulhinho emocionante da nação critativa), envolta por esse delicioso e fresco silêncio do vazio do escritório!

Ah, obrigada meu bem! Sabia que você seria solícito. Você tem mesmo uma cara muito solícita, já te disseram isso antes? Pois é. Carinha mais solícita da mamãe! Agora deixa eu ir que vou ali entregar uma certa carta pra obra ao lado… Essa vai ser dureza. Você sabe né, corporação, vários pedreiros, muito mais britadeiras (ou seja lá o que for…gritadeiras quem sabe).

Fica com deus e um bom dia do trabalho pra você também queridinho!”

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s